PROJETOR DE ARGAMASSA ANVIJET 2015-07-22T23:18:05+00:00

PROJETOR DE ARGAMASSA ANVIJET

Projetor de argamassa para altíssima produtividade e qualidade.

  • Maior qualidade
  • Velocidade e produtividade
  • Cansa menos o pedreiro
  • Menor desperdício de argamassa
  • Fácil utilização
  • Economia de mão de obra
  • Baixa manutenção
  • Economia

Aplicação

Desenvolvido para aplicar revestimento de argamassa, reboco / emboço e chapisco.

Este é o método mais eficiente de aplicar argamassa projetada em médias e grandes superfícies.

É também conhecido como projetor de reboco ou máquina de reboco.

Como funciona?

Depois de misturar a argamassa utilizando misturador ANVI, a mesma é despejada na cuba do projetor de argamassa ANVIJET.

A ANVIJET bombeia e transporta a argamassa pela mangueira até o local da aplicação.

Um “spray” de chapisco ou emboço é gerado através da passagem de ar comprimido por dentro da pistola.

O pedreiro direciona a pistola para a parede ou teto e aplica o revestimento (chapisco ou reboco) aplicando a argamassa ao substrato.

Para que tipo de obra é adequado?

Para obras médias e grandes, desde uma residência até um complexo de edifícios com várias torres. O indicado é que se tenha uma área para aplicação de pelo menos 200m² diários para aplicação. Caso sua área diária seja menor, oferecemos a linha de projetor ANVISPRAY.

A linha ANVIJET é composta de vários modelos com vários níveis de vazão, distâncias e alturas de transporte.

Nossos consultores (clique aqui) poderão ajudá-lo a encontrar o melhor modelo de equipamento e a melhor solução para sua obra.

Que tipo de argamassa pode ser utilizada para projeção?

Aceita vários tipos de argamassa: industrializada para projeção, monocapa e também, na maioria dos casos, traço de obra aditivado para projeção.

VANTAGENS

Maior qualidade do revestimento

O projetor de argamassa ANVI aplica com maior energia que no processo manual . Por isto o revestimento adere com maior eficiência ao substrato. A projeção de argamassa permite melhor compactação da argamassa sobre a superfície por lançar o material em grânulos pequenos, os quais se acomodam melhor, diminuindo tanto a quantidade de defeitos na interface entre a argamassa e a superfície, quanto no volume do material aplicado, minimizando também o ar aprisionado entre a argamassa e a base de aplicação.

Os “grãos” soprados se adaptam melhor às saliências e reentrâncias do chapisco, evitando bolhas de ar.

Elimina-se o problema da variação da força humana, diferentemente do que acontece no método convencional de aplicação, a energia de lançamento do equipamento é maior, constante e uniforme, resultando em revestimentos com melhor desempenho.Todos os pedreiros trabalham com a mesma eficiência de aplicação .

Obtendo-se uma argamassa mais compacta e mais homogênea, eventuais surgimentos de tensões não previstas na base serão mais fáceis de serem absorvidas e uma linha de falha será mais difícil de ocorrer.

O resultado é um revestimento mais uniforme com maior resistência ao arrancamento.

Nota-se a melhoria da performance do material aplicado e um evidente melhor desempenho da mão de obra pois nivela todos os pedreiros por cima.

O gasto com manutenção do reboco pós-ocupação é minimizado devido ao aumento da eficiência da aplicação.

Velocidade e produtividade

Acelera o prazo de execução do revestimento
Comparação de produção entre o método manual com “colher”e com o sistema ANVIJET:

No método manual:

chapisco: 60m² / dia e reboco de até 20 m²/dia por 1 pedreiro + ajudantes

Com o sistema ANVIJET:

projeção de chapisco até 1600m²/dia e projeção de reboco até 480m²/dia com uma equipe de 1 pedreiro e 4 ajudantes.

Com a utilização do sistema de projeção ANVIJET pode-se chegar a ter ganhos em produtividade de 20 vezes na projeção de emboço e 25 vezes na projeção de chapisco

Por diminuir a variabilidade de produção entre pedreiros, obtêm-se também maior controle da produção.

Cansa menos o pedreiro

O ar comprimido projeta a argamassa pela pistola e por não exigir força para lançar a argamassa, o pedreiro faz o mesmo trabalho com esforço menor. O absenteísmo dos pedreiros também diminui.

Menor desperdício de argamassa

O desperdício de argamassa também é menor, sendo até 30% menor que o método manual, pois mais argamassa atinge o substrato. No processo manual, é normal que uma parte da argamassa lançada pelo pedreiro caia no solo.

No sarrafeamento do reboco projetado perde-se menos material quando comparado à aplicação manual.

Fácil utilização

Basta alimentar o equipamento com argamassa previamente misturada e direcionar a pistola. O treinamento é necessário porém é rápido e não necessita de um longo período de adaptação.

Manutenção

É necessária apenas uma limpeza completa do equipamento, mangueiras e pistola com água nos intervalos e no fim de cada dia de trabalho.

No caso de locação, a manutenção é inclusa para todos equipamentos ANVI.

Economia de mão de obra

Cada equipe produz maior superfície de revestimento, logo, menos mão de obra é necessária para realizar a mesma tarefa.Precisamos mostrar números que comprovem esta afirmação !

Economia no seu processo de construção

Com o sistema ANVIJET a produtividade e qualidade aumentam, traduzindo-se em economia no processo produtivo e na menor manutenção após o término da obra.

 

.